Ofício de leitura

V.  Abri, Senhor, os meus lábios
R.  E a minha boca anunciará o vosso louvor.

Ant. Adoremos o Senhor que nos criou.

Salmo 94 (95)
Convite ao louvor de Deus

Exortai-vos cada dia uns aos outros,
até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

Vinde, exultemos de alegria no Senhor,
aclamemos a Deus, nosso Salvador.
Vamos à sua presença e dêmos graças,
ao som de cânticos aclamemos o Senhor. (Ant.)

Pois grande Deus é o Senhor,
Rei maior que todos os deuses.
Em sua mão estão as profundezas da terra
e pertencem-Lhe os cimos das montanhas.
D’Ele é o mar, foi Ele quem o fez,
d’Ele é a terra firme, que suas mãos formaram. (Ant.)

Vinde, prostremo-nos em terra,
adoremos o Senhor que nos criou.
Pois Ele é o nosso Deus
e nós o seu povo, ovelhas do seu rebanho. (Ant.)

Quem dera ouvísseis hoje a sua voz:
«Não endureçais os vossos corações,
como em Meriba, como no dia de Massa no deserto,
onde vossos pais Me tentaram e provocaram,
apesar de terem visto as minhas obras. (Ant.)

Durante quarenta anos essa geração Me desgostou,
e Eu disse: É um povo de coração transviado,
que não atinou com os meus caminhos.
Por isso jurei na minha ira:
Não entrarão no meu repouso». (Ant.)

Glória ao Pai e ao Filho
e ao Espírito Santo,
como era no princípio,
agora e sempre. Amen. (Ant.)

Se antes das Laudes já se disse o Ofício de Leitura, começa-se com a invocação inicial comum em todas as Horas:

V. Deus, vinde em nosso auxílio.
R. Senhor, socorrei-nos e salvai-nos.

Glória ao Pai e ao Filho
e ao Espírito Santo,
como era no princípio,
agora e sempre. Amen.

HINO

Ó noite, trevas e nuvens,
Sombras do mundo, deixai-nos;
Eis que vem a Luz do Céu:
Eis que vem Cristo Jesus.

A terra toda se aclara
E as coisas retomam cor
Apenas com a presença
Do astro resplandecente.

Cristo, alegria das almas,
Sede a luz do nosso olhar,
Ouvi a nossa oração,
Guiai os nossos sentidos.

Dissipai a escuridão
Do nosso caminho incerto;
Divino Sol das alturas,
Voltai-nos o vosso rosto.

Nós Vos louvamos Senhor,
Jesus, Filho Unigénito,
E ao Pai e ao Espírito Santo,
Agora e por todo o sempre.

SALMODIA

Ant. 1 Alegrai a alma do vosso servo, porque a Vós, Senhor, elevo a minha alma.

Salmo 85 (86)
Oração do pobre na adversidade

Bendito seja Deus, que nos conforta em todas as tribulações (2 Cor 1, 3. 4).

Inclinai, Senhor, o vosso ouvido e atendei-me, *
porque sou pobre e desvalido.
Defendei a minha vida, pois Vos sou fiel, *
salvai o vosso servo que em Vós confia, ó meu Deus.

Tende piedade de mim, Senhor, *
que a Vós clamo todo o dia.
Alegrai a alma do vosso servo, *
porque a Vós, Senhor, elevo a minha alma.

Vós, Senhor, sois bom e indulgente, *
cheio de misericórdia para com todos os que Vos invocam.
Ouvi, Senhor, a minha oração, *
atendei a voz da minha súplica.

No dia da minha aflição por Vós clamo, *
porque sei que me escutais.
Não tendes igual entre os deuses, Senhor, *
nada há que se compare às vossas obras.

Todos os povos que criastes virão adorar-Vos, Senhor, *
e glorificar o vosso nome,
porque Vós sois grande e operais maravilhas, *
Vós sois o único Deus.

Ensinai-me, Senhor, o vosso caminho, *
para que eu ande na vossa presença.
Concentrai todo o meu coração *
no temor do vosso nome.

Louvar-Vos-ei de todo o coração, Senhor meu Deus, *
e glorificarei o vosso nome para sempre,
porque tem sido grande a vossa misericórdia para comigo *
e livrastes a minha alma das profundezas do abismo.

Meu Deus, os soberbos levantam-se contra mim, *
a multidão furiosa atenta contra a minha vida †
e não Vos tem presente diante dos olhos.
Mas Vós, Senhor, sois um Deus bondoso e compassivo, *
paciente e cheio de misericórdia e fidelidade.

Voltai para mim os vossos olhos *
e tende piedade de mim.
Dai força ao vosso servo, *
salvai o filho da vossa escrava.

Dai-me um sinal da vossa benevolência, *
para que os meus inimigos, cheios de vergonha,
vejam que Vós, Senhor, me socorrestes *
e me consolastes.

Ant. Alegrai a alma do vosso servo, porque a Vós, Senhor, elevo a minha alma.

Ant. 2 Feliz o homem que anda por caminhos justos e fala com rectidão.

Cântico  Is 33, 13-16
Deus, justo juiz

A promessa é para vós, para vossos filhos
e para todos os que estão longe (Actos 2, 39).

Vós que estais longe, ouvi o que Eu fiz, *
vós que estais perto, conhecei o meu poder.
Em Sião, os pecadores ficaram apavorados, *
o medo apoderou-se dos ímpios.
Quem de nós poderá habitar junto do fogo devorador? *
Quem de nós poderá suportar as chamas eternas?

Aquele que anda por caminhos justos *
e fala com rectidão,
aquele que despreza um benefício extorquido *
e recusa um presente que corrompe,
aquele que fecha os ouvidos aos propósitos sanguinários *
e cerra os olhos para não ver o mal.

Esse habitará nas alturas *
e nos rochedos fortificados terá o seu refúgio.
Ser-lhe-á dado o seu pão *
e a água não lhe faltará.

Ant. Feliz o homem que anda por caminhos justos e fala com rectidão.

Ant. 3 O Exultai de alegria na presença do Senhor, nosso rei.

Salmo 97 (98)
Deus, Rei e Juiz do universo

Este salmo aplica­se à primeira vinda do Senhor
e à fé de todos os povos (S. Atanásio).

Cantai ao Senhor um cântico novo, *
pelas maravilhas que Ele operou.
A sua mão e o seu santo braço *
Lhe deram a vitória.

O Senhor deu a conhecer a salvação, *
revelou aos olhos das nações a sua justiça.
Recordou-Se da sua bondade e fidelidade, *
em favor da casa de Israel.

Os confins da terra puderam ver *
a salvação do nosso Deus.
Aclamai o Senhor, terra inteira, *
exultai de alegria e cantai.

Cantai ao Senhor ao som da cítara, *
ao som da cítara e da lira;
ao som da tuba e da trombeta, *
aclamai o Senhor, nosso Rei.

Ressoe o mar e tudo o que ele encerra, *
a terra inteira e tudo o que nela habita;
aplaudam os rios, *
e as montanhas exultem de alegria,

diante do Senhor que vem julgar a terra: *
julgará o mundo com justiça †
e os povos com equidade.

Ant. 3 O Exultai de alegria na presença do Senhor, nosso rei.

LEITURA BREVE Job 1, 21; 2, 10b
Saí nu do ventre de minha mãe, e nu para ele voltarei. O Senhor deu, o Senhor tirou; bendito seja o nome do Senhor. Se aceitamos os bens da mão de Deus, porque não havemos de aceitar também os males?

RESPONSÓRIO BREVE
V. Inclinai, Senhor, o meu coração para as vossas ordens.
R. Inclinai, Senhor, o meu coração para as vossas ordens.
V. Fazei-me viver segundo a vossa palavra. R.
V. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. R.

CÂNTICO EVANGÉLICO (Benedictus) Lc 1, 68-79

Ant. Tende compaixão de nós, Senhor, e recordai a vossa aliança.

Cântico
O Messias e seu Precursor

Bendito o Senhor Deus de Israel, *
que visitou e redimiu o seu povo
e nos deu um Salvador poderoso *
na casa de David, seu servo,
conforme prometeu pela boca dos seus santos, *
os profetas dos tempos antigos,

para nos libertar dos nossos inimigos *
e das mãos daqueles que nos odeiam,
para mostrar a sua misericórdia a favor dos nossos pais, *
recordando a sua sagrada aliança
e o juramento que fizera a Abraão, nosso pai, *
que nos havia de conceder esta graça:

de O servirmos um dia, sem temor, *
livres das mãos dos nossos inimigos,
em santidade e justiça, na sua presença, *
todos os dias da nossa vida.

E tu, menino, serás chamado profeta do Altíssimo, *
porque irás à sua frente a preparar os seus caminhos,
para dar a conhecer ao seu povo a salvação *
pela remissão dos seus pecados,

graças ao coração misericordioso do nosso Deus, *
que das alturas nos visita como sol nascente,
para iluminar os que jazem nas trevas e na sombra da morte *
e dirigir os nossos passos no caminho da paz.

Glória ao Pai e ao Filho
e ao Espírito Santo, *
como era no princípio,
agora e sempre. Amen.

Ant. Tende compaixão de nós, Senhor, e recordai a vossa aliança.

PRECES

Oremos, irmãos, a Cristo, que protege e alimenta a Igreja, pela qual deu a sua vida, e digamos humildemente:

Lembrai-Vos, Senhor, da vossa Igreja.

Bendito sejais, Senhor Jesus Cristo, Pastor da Igreja, que hoje nos dais a luz e a vida:
 dai-nos a graça de correspondermos com generosidade a este novo dom.

Olhai com bondade o povo reunido em vosso nome,
 para que não pereça nenhum daqueles que o Pai Vos confiou.

Conduzi a Igreja pelo caminho dos vossos mandamentos:
 o Espírito Santo a mantenha sempre fiel.

Alimentai a Igreja com a vossa Palavra e o vosso Pão,
 para que, sustentada por este alimento, Vos siga com alegria e fortaleza.

Pai nosso

Oração

Senhor, que nos criastes com sabedoria infinita e com segura providência nos governais, infundi em nós a vossa luz, para nos consagrarmos inteiramente ao vosso serviço. Por Nosso Senhor.

V. O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna.
R. Amen.