V. Deus, vinde em nosso auxílio.
R. Senhor, socorrei-nos e salvai-nos.

Glória ao Pai e ao Filho
e ao Espírito Santo, *
como era no princípio,
agora e sempre. Amen. Aleluia.

HINO

Já a Luz se levantou,
Deixando o Céu inundado
Com a glória e o triunfo
Do Senhor ressuscitado.

Alegram-se os corações
Dos homens, filhos de Deus,
E de novo os Anjos cantam:
Glória no alto dos Céus.

A semente que caíra
Sob a terra germinou:
Dono da vida e da morte,
O Senhor ressuscitou.

Treme o inferno já vencido
Pelo triunfo divino.
E a esperança ergue em nós
A alegria deste hino.

Renascidos pela graça,
De coração renovado,
Sejamos as testemunhas
De Cristo ressuscitado.

Louvor a Cristo Jesus
E a Deus Pai omnipotente
E ao Espírito Paráclito.
Glória a Deus eternamente!

SALMODIA

Ant.: Aleluia, Aleluia, Aleluia.

Salmo 21 (22)
A aflição do justo e a sua libertação

Jesus exclamou em alta voz: «Eli, Eli, lamma sabacthani?» (Mt 27, 46).

I

Meu Deus, meu Deus, porque me abandonastes? *
Como estais longe da minha oração, †
das palavras do meu lamento!
Meu Deus, clamo de dia e não me respondeis, *
clamo de noite e não me prestais atenção.

Vós, porém, habitais no santuário, *
sois a glória de Israel.
Em Vós confiaram nossos pais, *
confiaram e Vós os libertastes.
A Vós clamaram e foram salvos, *
confiaram em Vós e não foram confundidos.

Eu, porém, sou um verme e não um homem, *
o opróbrio dos homens e o desprezo da plebe.
Todos os que me vêem escarnecem de mim, *
estendem os lábios e meneiam a cabeça:
«Confiou no Senhor, Ele que o livre, *
Ele que o salve, se é seu amigo».

Fostes Vós que me tirastes do seio materno, *
sois Vós o meu defensor desde o regaço de minha mãe.
A Vós fui entregue logo ao nascer, *
desde o seio materno sois o meu Deus.
Não Vos afasteis de mim, porque estou atribulado, *
e não há quem me ajude.

II

Manadas de touros me cercaram, *
touros de Basã me rodeiam.
Abrem as fauces contra mim, *
como leão que devora e ruge.

Sou como água derramada, *
desconjuntam-se todos os meus ossos.
O meu coração tornou-se como cera *
e derreteu-se dentro do meu peito.
A minha garganta ficou seca como barro cozido †
e a minha língua colou-se ao céu da boca. *
Assim me reduzistes ao pó do túmulo.

Matilhas de cães me rodearam, *
cercou-me um bando de malfeitores.
Trespassaram as minhas mãos e os meus pés, *
posso contar todos os meus ossos.
Eles, porém, contemplaram e observaram-me. *
Repartiram entre si as minhas vestes †
e deitaram sortes sobre a minha túnica.

Mas Vós, Senhor, não Vos afasteis de mim; *
sois a minha força, apressai-Vos a socorrer-me.
Livrai a minha alma da espada *
e das garras dos cães a minha vida.
Salvai-me das fauces do leão *
e dos chifres dos búfalos livrai este infeliz.

Hei-de falar do vosso nome aos meus irmãos, *
hei-de louvar-Vos no meio da assembleia.

III

Vós que temeis o Senhor, louvai-O, *
glorificai-O, vós todos os filhos de Jacob, †
reverenciai-O, vós todos os filhos de Israel.
Porque não desprezou nem repeliu
a angústia do atribulado, *
nem escondeu dele a sua face, †
mas atendeu-o quando Lhe pediu socorro.

Ele é o meu louvor na grande assembleia, *
cumprirei a minha promessa na presença dos que O temem.
Os pobres hão-de comer e serão saciados, *
louvarão o Senhor os que O procuram: †
«Vivam para sempre os seus corações».

Hão-de lembrar-se do Senhor e converter-se a Ele *
todos os confins da terra;
e diante d’Ele virão prostrar-se *
todas as famílias das nações.

Ao Senhor pertence a realeza, *
é Ele quem governa os povos.
Só a Ele hão-de adorar todos os grandes do mundo, *
diante d’Ele se hão-de prostrar †
todos os que descem ao pó da terra.

Para Ele viverá a minha alma, *
há-de servi-l’O a minha descendência.
Falar-se-á do Senhor às gerações vindouras *
e a sua justiça será revelada ao povo que há-de vir: †
«Eis o que fez o Senhor».

Ant. Aleluia, Aleluia, Aleluia.

Tércia

LEITURA BREVE Actos 2, 32. 36
   Deus ressuscitou Jesus e todos nós somos testemunhas. Saiba com absoluta certeza toda a casa de Israel: Deus fez Senhor e Messias esse Jesus que vós crucificastes.

V. O Senhor ressuscitou verdadeiramente. Aleluia.
R. E apareceu a Simão Pedro. Aleluia.

Sexta

LEITURA BREVE Gal 3, 27-28
Todos vós que fostes baptizados em Cristo, fostes revestidos de Cristo. Não há judeu nem grego, não há escravo nem livre, não há homem nem mulher; sois todos um só em Cristo Jesus.

V. Os discípulos exultaram de alegria, Aleluia,
R. Quando viram o Senhor. Aleluia.

Noa

LEITURA BREVE 1 Cor 5, 7-8
   Purificai-vos do velho fermento para serdes uma nova massa, visto que sois pães ázimos. Cristo, o nosso cordeiro pascal, foi imolado. Celebremos a festa, não com fermento velho nem com fermento de malícia e perversidade, mas com os pães ázimos da pureza e da verdade.

V. Ficai connosco, Senhor, Aleluia,
R. Porque já vem caindo a noite. Aleluia.

Oração

Deus todo-poderoso, que nos destes a conhecer o alegre anúncio da ressurreição do Senhor, fazei-nos ressuscitar para uma vida nova pelo poder do Espírito Santo. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

V. Bendigamos o Senhor.
R. Graças a Deus.