A Nossa Senhora Negra da Polônia

Como o Brasil, a Polônia também é consagrada a uma Nossa Senhora Negra. A Rainha da Polônia é venerada sob o título de Nossa Senhora de Czestochowa (ou Nossa Senhora de Monte Claro, como é conhecida no Brasil).

A pintura de Maria é tradicionalmente creditada a São Lucas Evangelista. No entanto, sabe-se que a estampa foi um presente de Santa Helena a seu filho, o imperador romano Constantino. Ele a conservou na capela imperial e espalhou inúmeras cópias pelo mundo.

Uma dessas cópias fiéis, depois de estar em vários países como Hungria e Rússia, até que o príncipe Ladislau Opole, do Principado da Rutênia, grato à Virgem por ter obtido graças extraordinárias na defesa de seu castelo, levou o quadro à colina que Jasna Góra (Monte Claro, em português), na Polônia. Ali foi construído um Santuário em sua honra.

ATENTADO E MILAGRES

Em 1430, saqueadores invadiram o Santuário. Um dos chefes do exército invasor levantou sua espada contra o quadro e deu dois golpes no rosto de Nossa Senhora. Ao tentar o terceiro golpe, teve a mão paralisada, caído ele e seus companheiros fulminados por um raio.

Nesse mesmo ano, e por mais três vezes, o mesmo quadro foi retocado em sua pintura, mas as cicatrizes do rosto de Maria não desapareceram. Foi este, sem dúvida, um sinal da presença de Nossa Senhora.

Em 1656, o rei João Casimiro reuniu sua corte e solenemente consagrou o seu reino a Nossa Senhora. Mais tarde, instituiu-se no dia 3 de Maio a festa da Rainha da Polônia. A festa de Nossa Senhora de Monte Claro celebra-se no dia 26 de agosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *