Filme sobre o Pe. Jordan será lançado no dia do centenário em 2018

O “Studio Katolik” de Cracóvia, estúdio salvatoriano, está trabalhando em um novo documentário sobre o Padre Francisco Maria da Cruz Jordan. O título do novo filme é “Torne-se grande diante de Deus!”

 

O Roteiro já foi preparado, e em breve (na segunda parte de setembro), serão iniciadas as filmagens na Alemanha, Suíça, Itália e, provavelmente, também na Terra Santa. Em síntese, o filme de 90 minutos, apresentará uma história em 3 partes, nas quais os telespectadores poderão compreender a vida e os esforços de Padre Jordan, bem como conhecer os lugares em que ele viveu.

 

O filme será dublado em vários idiomas, de modo a que possa ser amplamente distribuído ao redor do mundo. Os principais produtores são o Generalado dos Salvatorianos e o “Studio Katolik”, mas um
grande apoio logístico para a equipe de filmagem está sendo dado pelos Salvatorianos da Alemanha e da Suíça.

 

Informações sobre o filme, bem como as possibilidades de apoio a esta iniciativa, estão disponíveis no site: www.fatherjordan.com.

 

Assista ao trailer:

 

Pe. Milton Zonta, superior geral dos Salvatorianos fala sobre as expectativas da produção:

 

Pe. Jordan

Francisco Maria da Cruz Jordan, nasceu Joao Baptiste Jordan, no dia 16 de junho de 1848 em Gourtweil, uma pequena aldeota na Alemanha, numa família muito pobre.
Após a primeira comunhão viveu uma experiencia interna muito forte e desde aquele momento sentiu a vocação para o sacerdócio. Um desejo que parecia impraticável devido a pobreza da sua família.  A partir da sua juventude foi obrigado a trabalhar nas construções de estradas de ferro e de campos, ajudando os agricultores e também como pintor.

Para poder começar o seminário teve que recuperar as lacunas da sua escolaridade. Durante seu percurso escolar mostrou-se muito dócil, trabalhador e perseverante. Graças  a isso pode terminar os seus estudos de teologia e ser ordenado padre.
Após a ordenaçao sacerdotal, partiu para Roma para continuar os seus estudos. Quando estava em Roma, sentiu o desejo de fundar uma comunidade religiosa.

Francisco Maria da Cruz Jordan era muito apaixonado pelas linguas estrangeiras, sobretudo pelas linguas orientais. Ele aprendia muito rapidamente.

No dia 8 de dezembro de 1881, Padre Jordan fundou a Sociedade Apostólica de Instruçao cujos membros com todos os meios possíveis deviam proclamar a Palavra de Deus ao mundo inteiro, como o faziam os Apóstolos.

No dia 11 de março de 1883 a fundação foi transformada em comunidade religiosa e Padre Jordan realizou a primeira profissão religiosa e recebeu o nome de Francisco Maria da Cruz.

“Torne-se grande diante de Deus!”. Créditos: Reprodução/YouTube

Em 1893 a comunidade alterou o nome que leva até hoje – Sociedade do Divino Salvador (Societas Divini Salvatoris – Os salvatorianos ).

Em 8 de dezembro de 1888 em Tivoli, perto de Roma, fundou a comunidade das Irmas do Divino Salvador. Os dois ramos da comunidade estao presentes até hoje em vários países do mundo.

O Servo de Deus Padre Francisco Maria da Cruz Jordan, morreu e foi enterrado em Tafers na Suíça no dia 8 de setembro de 1918. Após a exumação em 1956 o seu corpo foi depositado no túmulo que se encontra na capela da Casa Mãe dos Salvatorianos em Roma.

O processo do beatificação teve início em 1942.
Em 2011 a Congregação que se ocupa das beatificações e das canonizações emitiu o decreto sobre a heroicidade de Padre Jordan.

Hoje acontece a última etapa do processo de beatificação que se refere a autenticação de milagre
obtido graças a intervenção de Padre Jordan.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *