V.  Abri, Senhor, os meus lábios
R.  E a minha boca anunciará o vosso louvor.

Ant. O Senhor é rei do universo: Vinde, adoremos.

Salmo 94 (95)
Convite ao louvor de Deus

Exortai-vos cada dia uns aos outros,
até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

Vinde, exultemos de alegria no Senhor,
aclamemos a Deus, nosso Salvador.
Vamos à sua presença e dêmos graças,
ao som de cânticos aclamemos o Senhor. (Ant.)

Pois grande Deus é o Senhor,
Rei maior que todos os deuses.
Em sua mão estão as profundezas da terra
e pertencem-Lhe os cimos das montanhas.
D’Ele é o mar, foi Ele quem o fez,
d’Ele é a terra firme, que suas mãos formaram. (Ant.)

Vinde, prostremo-nos em terra,
adoremos o Senhor que nos criou.
Pois Ele é o nosso Deus
e nós o seu povo, ovelhas do seu rebanho. (Ant.)

Quem dera ouvísseis hoje a sua voz:
«Não endureçais os vossos corações,
como em Meriba, como no dia de Massa no deserto,
onde vossos pais Me tentaram e provocaram,
apesar de terem visto as minhas obras. (Ant.)

Durante quarenta anos essa geração Me desgostou,
e Eu disse: É um povo de coração transviado,
que não atinou com os meus caminhos.
Por isso jurei na minha ira:
Não entrarão no meu repouso». (Ant.)

Glória ao Pai e ao Filho
e ao Espírito Santo,
como era no princípio,
agora e sempre. Amen. (Ant.)

Se antes das Laudes já se disse o Ofício de Leitura, começa-se com a invocação inicial comum em todas as Horas:

V. Deus, vinde em nosso auxílio.
R. Senhor, socorrei-nos e salvai-nos.

Glória ao Pai e ao Filho
e ao Espírito Santo,
como era no princípio,
agora e sempre. Amen.

HINO

Ó glória eterna do Céu,
Esperança dos mortais,
Filho único de Deus
E da Virgem sem pecado:

Estendei a vossa mão
Aos que anseiam por erguer-se.
Toda a alma se levante
E dê graças ao Senhor.

Resplandeça a madrugada,
Livre do poder das trevas,
E o fulgor da santidade
Ilumine a nossa vida;

E liberte os corações
Da escuridão do mundo;
E conserve o nosso peito
Em pureza permanente.

Vivamos para o Senhor,
Caminhando à luz da fé,
Animados na esperança,
Unidos na caridade.

Dêmos glória a Deus Eterno
E a seu Filho, em união
Com o Espírito Paráclito
Pelos séculos dos séculos.

SALMODIA

Ant. 1 Abençoastes, Senhor, a vossa terra, perdoastes a culpa do vosso povo.

Salmo 84 (85)
A salvação está próxima

Deus abençoou a nossa terra,
quando lhe enviou o Salvador (Orígenes).

Abençoastes, Senhor, a vossa terra, *
restaurastes os destinos de Jacob.
Perdoastes a culpa do vosso povo, *
esquecestes todos os seus pecados.
Aplacastes toda a vossa cólera, *
refreastes o furor da vossa ira.

Restaurai-nos, ó Deus, nosso Salvador, *
e afastai de nós a vossa indignação.
Estareis para sempre irritado contra nós, *
prolongareis a vossa ira de geração em geração?

Não voltareis a dar-nos a vida, *
para que em Vós se alegre o vosso povo?
Mostrai-nos, Senhor, a vossa misericórdia *
e dai-nos a vossa salvação.

Escutemos o que diz o Senhor: *
Deus fala de paz ao seu povo e aos seus fiéis †
e a quantos de coração a Ele se convertem.
A sua salvação está perto dos que o temem *
e a sua glória habitará na nossa terra.

Encontraram-se a misericórdia e a fidelidade, *
abraçaram-se a paz e a justiça.
A fidelidade vai germinar da terra *
e a justiça descerá do Céu.

O Senhor dará ainda o que é bom *
e a nossa terra produzirá os seus frutos.
A justiça caminhará à sua frente *
e a paz seguirá os seus passos.

Ant. Abençoastes, Senhor, a vossa terra, perdoastes a culpa do vosso povo.

Ant. 2 Por Vós suspira a minha alma durante a noite, o meu espírito Vos procura desde a aurora.

Cântico  Is 26, 1-4. 7-9. 12
Hino após a vitória

A muralha da cidade tem por fundamento doze pedras (Cf. Ap 21, 14).

Nós temos em Sião uma cidade forte, *
o Salvador é sua muralha e baluarte.
Abri as portas para que entre um povo justo, *
um povo que pratica a fidelidade.

O seu coração está firme e conserva a paz, *
porque em Vós tem confiança.
Confiai sempre no Senhor, *
Ele é a nossa fortaleza eterna.

O caminho do justo é recto, *
é plana a vereda por onde caminha.
Pela vereda dos vossos juízos,
nós Vos esperamos, Senhor, *
o vosso nome e a vossa lembrança †
são o desejo da nossa alma.

Por Vós suspira a minha alma durante a noite, *
o meu espírito Vos procura desde a aurora.
Quando brilharem na terra os vossos juízos, *
os habitantes do universo aprenderão a justiça.

Senhor, Vós nos dareis a paz, *
porque em nosso favor realizastes obras grandiosas.

Ant.  Por Vós suspira a minha alma durante a noite, o meu espírito Vos procura desde a aurora.

Ant. 3 Resplandeça sobre nós, Senhor, a luz do vosso rosto.

Salmo 66 (67)
Os povos louvam o Senhor

Sabei que aos gentios é enviada esta salvação de Deus (Actos 28, 28).

Deus Se compadeça de nós e nos dê a sua bênção, *
resplandeça sobre nós a luz do seu rosto.

Na terra se conhecerão os vossos caminhos *
e entre os povos a vossa salvação.

Os povos Vos louvem, ó Deus, *
todos os povos Vos louvem.

Alegrem-se e exultem as nações, *
porque julgais os povos com justiça †
e governais as nações sobre a terra.

Os povos Vos louvem, ó Deus, *
todos os povos Vos louvem.

A terra produziu os seus frutos, *
o Senhor nosso Deus nos abençoa.

Deus nos dê a sua bênção *
e chegue o seu temor aos confins da terra.

Ant. Resplandeça sobre nós, Senhor, a luz do vosso rosto.

LEITURA BREVE 1 Jo 4, 14-15
Nós vimos e damos testemunho de que o Pai enviou o Filho como Salvador do mundo. Se alguém confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele e ele em Deus.

RESPONSÓRIO BREVE
V. Meu Deus, minha fortaleza, em Vós confio.
R. Meu Deus, minha fortaleza, em Vós confio.
V. Meu refúgio e meu libertador.
R. Em Vós confio.
V. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
R. Meu Deus, minha fortaleza, em Vós confio.

CÂNTICO EVANGÉLICO (Benedictus) Lc 1, 68-79

Ant. O Senhor nos deu um Salvador poderoso, como tinha anunciado pela boca dos Profetas.

Cântico
O Messias e seu Precursor

Bendito o Senhor Deus de Israel, *
que visitou e redimiu o seu povo
e nos deu um Salvador poderoso *
na casa de David, seu servo,
conforme prometeu pela boca dos seus santos, *
os profetas dos tempos antigos,

para nos libertar dos nossos inimigos *
e das mãos daqueles que nos odeiam,
para mostrar a sua misericórdia a favor dos nossos pais, *
recordando a sua sagrada aliança
e o juramento que fizera a Abraão, nosso pai, *
que nos havia de conceder esta graça:

de O servirmos um dia, sem temor, *
livres das mãos dos nossos inimigos,
em santidade e justiça, na sua presença, *
todos os dias da nossa vida.

E tu, menino, serás chamado profeta do Altíssimo, *
porque irás à sua frente a preparar os seus caminhos,
para dar a conhecer ao seu povo a salvação *
pela remissão dos seus pecados,

graças ao coração misericordioso do nosso Deus, *
que das alturas nos visita como sol nascente,
para iluminar os que jazem nas trevas e na sombra da morte *
e dirigir os nossos passos no caminho da paz.

Glória ao Pai e ao Filho
e ao Espírito Santo, *
como era no princípio,
agora e sempre. Amen.

Ant. O Senhor nos deu um Salvador poderoso, como tinha anunciado pela boca dos Profetas.

PRECES

   Adoremos a Jesus Cristo, que pelo seu Sangue redimiu o povo da Nova Aliança, e supliquemos com humildade, dizendo:

   Lembrai-Vos, Senhor, do vosso povo.

Cristo, nosso Redentor, ouvi o louvor da vossa Igreja no princípio deste dia
 e ensinai-a a glorificar continuamente a vossa majestade.

Colocamos em Vós toda a nossa confiança:
 não permitais que sejamos confundidos.

Olhai com bondade para a nossa fraqueza e vinde em nossa ajuda,
 porque sem Vós nada podemos fazer.

Lembrai-Vos dos pobres e dos abandonados,
 para que este novo dia não seja para eles um peso, mas consolação e alegria.

Pai nosso

Oração

Deus todo-poderoso, de quem procede a bondade e a beleza de toda a criação, fazei que comecemos este dia alegremente em vosso nome, e que as nossas acções sejam realizadas por amor de Vós e dos homens, nossos irmãos. Por Nosso Senhor.

V. O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna.
R. Amen.