V. Deus, vinde em nosso auxílio.
R. Senhor, socorrei-nos e salvai-nos.

Glória ao Pai e ao Filho
e ao Espírito Santo,
como era no princípio,
agora e sempre. Amen.

HINO

Com os braços na Cruz, meu Redentor,
Abertos me esperai, com o lado aberto,
Manifestos sinais do vosso amor.

Ah! quem chegasse um dia de mais perto
A ver com os olhos de alma essa ferida
Que o coração nos mostra descoberto!

Esse que por salvar gente perdida,
De tanta piedade quis usar,
Que deu nas suas mãos a própria vida.

A sangue nos quisestes resgatar
De tão cruel e duro cativeiro,
Vendido fostes Vós por nos comprar.

Padecestes por nós, manso Cordeiro,
Pisado, preso e nu entre ladrões.
Ardendo o fogo posto no madeiro,
Ardam postos no fogo os corações.

Ant. 1 Com o vosso jugo suave, dominai, Senhor, os vossos inimigos.

Salmo 109 (110), 1-5. 7
O Messias, rei e sacerdote

É necessário que Ele reine,
até que tenha posto todos os inimigos debaixo dos seus pés
(1 Cor 15, 25).

Disse o Senhor ao meu Senhor: «Senta-te à minha direita, *
até que Eu faça de teus inimigos escabelo de teus pés».
O Senhor estenderá de Sião o ceptro do teu poder *
e tu dominarás no meio dos teus inimigos.

«A ti pertence a realeza desde o dia em que nasceste †
nos esplendores da santidade: *
antes da aurora, como orvalho, Eu te gerei».
O Senhor jurou e não Se arrependerá: *
«Tu és sacerdote para sempre, †
segundo a ordem de Melquisedec».

O Senhor, à tua direita, *
esmagará os reis no dia da sua ira.
A caminho, beberá da torrente, *
por isso erguerá a sua fronte.

Ant. Com o vosso jugo suave, dominai, Senhor, os vossos inimigos.

Ant. 2 O Senhor misericordioso e compassivo deu sustento àqueles que O temem.

Salmo 110 (111)
As obras do Senhor

Grandes e admiráveis são as vossas obras,
Senhor Deus omnipotente (Ap 15, 3).

Louvarei o Senhor de todo o coração, *
no conselho dos justos e na assembleia.
Grandes são as obras do Senhor, *
admiráveis para os que nelas meditam.

A sua obra é esplendor e majestade *
e a sua justiça permanece eternamente.
Instituiu um memorial das suas maravilhas; *
o Senhor é misericordioso e compassivo.

Deu sustento àqueles que O temem *
e jamais Se esquecerá da sua aliança.
Fez ver ao seu povo a força das suas obras, *
para lhe dar a herança das nações.

Fiéis e justas são as obras das suas mãos, *
imutáveis todos os seus preceitos,
irrevogáveis pelos séculos dos séculos, *
estabelecidos na rectidão e na verdade.

Enviou a redenção ao seu povo, †
firmou com ele uma aliança eterna: *
santo e venerável é o seu nome.
O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, †
são prudentes todos os que a praticam. *
O louvor do Senhor permanece eternamente.

Ant. O Senhor misericordioso e compassivo deu sustento àqueles que O temem.

Ant. 3 Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

Cântico Filip 2, 6-11
Cristo, Servo de Deus

Cristo Jesus, que era de condição divina, *
não Se valeu da sua igualdade com Deus, †
mas aniquilou-Se a Si próprio.
Assumindo a condição de servo, *
tornou-Se semelhante aos homens.
Aparecendo como homem, humilhou-Se ainda mais, *
obedecendo até à morte e morte de cruz.

Por isso Deus O exaltou *
e Lhe deu o nome que está acima de todos os nomes,
para que ao nome de Jesus todos se ajoelhem, *
no céu, na terra e nos abismos,
e toda a língua proclame que Jesus Cristo é o Senhor, *
para glória de Deus Pai.

Ant. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

LEITURA BREVE Ef 2, 4-7
Deus, que é rico de misericórdia, pela grande caridade com que nos amou, a nós que estávamos mortos por causa dos nossos pecados, restituiu-nos à vida com Cristo – é pela graça que fostes salvos – com Ele nos ressuscitou e nos fez sentar nos Céus, para mostrar aos séculos futuros a abundante riqueza da sua graça e da sua bondade para connosco, em Cristo Jesus.

RESPONSÓRIO BREVE
V. Cristo amou-nos e libertou-nos do pecado, pelo seu Sangue.
R. Cristo amou-nos e libertou-nos do pecado, pelo seu Sangue.
V. E fez de nós, para Deus seu Pai, um reino de sacerdotes.
R. Pelo seu Sangue.
V. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
R. Cristo amou-nos e libertou-nos do pecado, pelo seu Sangue.

CÂNTICO EVANGÉLICO (Magnificat) Lc 1,46-55

Ant. O Senhor acolheu-nos em seu Coração, lembrado da sua misericórdia.

Cântico
A alegria da alma no Senhor

A minha alma glorifica ao Senhor *
e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador.

Porque pôs os olhos na humildade da sua serva: *
de hoje em diante me chamarão bem-aventurada
todas as gerações.
O Todo-Poderoso fez em mim maravilhas: *
Santo é o seu nome.

A sua misericórdia se estende de geração em geração *
sobre aqueles que O temem.
Manifestou o poder do seu braço *
e dispersou os soberbos.

Derrubou os poderosos de seus tronos *
e exaltou os humildes.
Aos famintos encheu de bens *
e aos ricos despediu de mãos vazias.

Acolheu a Israel, seu servo, *
lembrado da sua misericórdia,
como tinha prometido a nossos pais, *
a Abraão e à sua descendência para sempre.

Glória ao Pai e ao Filho
e ao Espírito Santo, *
como era no princípio,
agora e sempre. Amen.

Ant. O Senhor acolheu-nos em seu Coração, lembrado da sua misericórdia.

PRECES
Oremos, irmãos, a Jesus Cristo, descanso das almas, e peçamos-Lhe:

   Rei de bondade, tende compaixão de nós.

Jesus Cristo, trespassado pela lança, que do vosso Coração aberto, ao brotar sangue e água, fizestes nascer a Igreja, vossa Esposa,
 tornai-a santa e imaculada.

Jesus Cristo, templo santo de Deus, destruído pelos homens e por Deus reedificado,
 fazei da Igreja o tabernáculo do Altíssimo.

Jesus Cristo, rei e centro de todos os corações, que nos amais com amor eterno e atraís tudo a Vós,
 renovai a vossa aliança com os homens.

Jesus Cristo, nossa paz e reconciliação, que, morrendo na cruz, vencestes o ódio para fazer de todos nós um homem novo,
 abri-nos o caminho para o Pai.

Jesus Cristo, nossa vida e ressurreição, conforto e descanso dos corações atribulados,
 atraí a Vós os pecadores.

Jesus Cristo, obediente até à morte na cruz por causa da vossa infinita caridade para connosco,
 ressuscitai todos os que adormeceram na vossa paz.

Pai nosso

Oração

   Concedei, Deus todo-poderoso, que, ao celebrar a solenidade do Coração do vosso amado Filho, recordemos com alegria as maravilhas do vosso amor e mereçamos receber desta fonte divina uma graça mais abundante. Por Nosso Senhor.

V. O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna.
R. Amen.